Barra Gazeta
 

Receitas

Home Receitas Técnicas de Congelamento
Terça, 14 Setembro 2004



Técnicas de Congelamento

5.0/5 pontuação (1 votos)




Técnicas de Congelamento


Ingredientes

  • REGRAS BÁSICAS
  • - escolher sempre alimentos de primeira qualidade, pois o congelamento não melhora o estado, aparência e sabor do alimento, apenas mantém suas características.
  • - não deixar passar o tempo de cozimento dos alimentos. Cozinhar apenas o tempo necessário.
  • - congelar tudo absolutamente frio.
  • - não recongelar nenhum tipo de alimento, pois perde o sabor e qualidades nutritivas. O alimento só poderá ser recongelado se mudar de estado, por exemplo, carne crua congelada, se for assada, novamente poderá ser recongelada.
  • - colocar rótulos ou etiquetas com identificação dos alimentos.
  • - empacotar e embrulhar os alimentos muito bem. É importante retirar o máximo de ar dos pacotes.
  • MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA O CONGELAMENTO
  • - embalagens flexíveis: sacos plásticos de polietileno (atóxico), rolopac, papel alumínio, fôrmas e bandejas de alumínio descartáveis.
  • - embalagens rígidas: recipientes rígidos, pirex ou louça refratária, caixas ou bandejas de isopor, potes de vidro, forminhas de gelo.
  • - complementos necessários: bombas para extrair o ar, presilhas de arame recobertas com plástico, fitas auto-adesivas, etiquetas auto-adesivas.
  • VANTAGENS DO CONGELAMENTO
  • - organização
  • - aproveitamento de sobras
  • - programação
  • - imprevistos
  • - economia de tempo
  • - economia de dinheiro
  • - preservação
  • DESCONGELAMENTO
  • É muito importante o bom descongelamento para que se tenha um bom resultado. O descongelamento pode ser feito na própria embalagem, na geladeira, na temperatura ambiente ou microondas.
  • ALIMENTOS QUE NÃO DEVEM SER CONGELADOS
  • - todas as verduras de folhas (alface, agrião, almeirão, rúcula, etc)
  • - pepino, rabanete, tomate cru
  • - qualquer legume que se pretende cozinhar cru
  • - batatas
  • - claras cozidas ou em neve
  • - aves recheadas
  • - maionese
  • - pudins cremosos
  • - gelatinas
  • - ovos na casca
  • - cremes

Modo de preparo

  1. CONGELAMENTO EM ABERTO

    É o tipo de congelamento ideal para se congelar bifes, hambúrgueres, salgadinhos, docinhos, etc.
    Utilizar, de preferência, uma fôrma de alumínio para que o congelamento seja mais eficiente colocando na parte mais superior do freezer. O alimento a ser congelado em aberto, por exemplo, bifes, são colocados lado a lado.
    A fôrma é coberta por um saco plástico, papel alumínio ou plástico aderente. Deixar no congelador por algumas horas até que endureçam.
    Depois é só retirar rapidamente e embalar em sacos plásticos ou bandejas de alumínio, retornando ao freezer devidamente fechado.

    CONGELAMENTO EMPACOTADO

    Congelar os bifes, individualmente, com plástico aderente e formar uma pirâmide (um em cima do outro). Colocar essa pirâmide dentro de um saco plástico. Descongelar somente a quantidade necessária, sem precisar tirar todos os bifes.

    CONGELAMENTO PRONTO

    Congelar os bifes já prontos. Durabilidade de 3 meses.

    CONGELAMENTO DE PRATOS PRONTOS

    O congelamento de pratos prontos facilita a tarefa diária de preparar refeições, economizando tempo e dinheiro. Também oferecem a vantagem de atender as diferenças individuais, as dietas de emagrecimento, pressão alta, etc. Ao congelar ao pratos prontos devemos observar alguns itens:
    - a validade, de modo geral, dos pratos prontos são de 3 meses
    - os alimentos devem ser congelados absolutamente frios. O resfriamento dos alimentos deve ser o mais rápido possível.
    - congelar sempre em porções necessárias ao tamanho e a necessidade de sua família. Nunca recongelar prato pronto.
    - embalar, adequadamente, cada tipo de alimento. O sucesso de um prato pronto descongelado está ligado diretamente à maneira como foi embalado. Todo prato pronto deverá estar totalmente frio ao ser embalado. A embalagem deve ser hermética e tirada todo excesso de ar.
    - colocar etiqueta com a data do congelamento e os dados necessários para o aquecimento.
    - procurar usar menos temperos que o habitual. Alguns condimentos ficam mais acentuados ou alteram o paladar do prato congelado, como por exemplo, manjerona, noz moscada, sal, alho, mostarda, baunilha, cebola, páprica, salsão.

    CONGELAMENTO DE CARNES

    - as carnes que serão congeladas deverão ser escolhidas com cuidado, pois não devemos recongelar.
    - não lavar a carne e nem temperar, pois a água retira proteínas essenciais e o tempero altera  a cor, sabor e textura.
    - Congelar sempre em pedaços pequenos, pois facilita o descongelamento.
    - os bifes podem ser congelados em aberto e depois acondicionados em sacos plásticos em porções a serem consumidas em uma refeição.
    - as preparações à milanesa vão diretamente para o fogo, sem descongelar antes.

Compartilhar

Rodapé Gazeta